Como usar

Meia-calça arrastão volta com tudo! Já garantiu a sua?

Por  | 

A meia-calça arrastão que já fez parte do figurino poderoso e exótico de Madonna acaba de desembarcar no street style como um detalhe sexy e descolado que transforma os looks no ato. Veja como adotar!

No início do século 20, as meias eram grossas e escuras, e segundo pesquisa do Almanaque da Folha, elas não costumavam aparecer, porque os vestidos eram compridos e só a partir dos anos 20, quando as saias encurtaram é que as pernas se tornaram o foco.

As meias então passaram a ter maior importância e começaram a ser aperfeiçoadas. Elas deveriam valorizar as pernas femininas, embelezando e escondendo eventuais falhas.

Reprodução | Google Images

Desde 1930 quando se tornaram populares entre as bailarinas francesas de can-can causando alvoroço nos costumes e, posteriormente, nos anos 1950 nas pernas das pin ups de Peter Driben, as meias arrastão ou de rede entraram definitivamente no guarda roupa feminino.

Conhecidas também por fishnet, que significa rede de peixe em inglês, o acessório ganhou popularidade também na década de 1980, quando a cantora Madonna usou e abusou delas em seus figurinos e agora elas voltam com tudo à cena fashion.

O movimento punk tornou-as ainda mais popular nos anos 1970, mas foi nas ruas, e com as famosas, que a tendência ganhou força:

Kim Kardashian, Kendall e Kylie Jenner, Sabrina Sato e Anitta são algumas que aderiram.

meia calça arrastão

Reprodução | Google Images

Nos desfiles de outono-inverno 2015/16 de Jeremy Scott e na primavera-verão 2016 de Martin Margiela lá estavam elas, porém John Galliano já havia feito muito por elas na Dior, especialmente no desfile de verão de 2004.

Elas estão de volta

E têm tudo para ficar e sabe o que mais bacana dessa peça? É que podem ser usadas de infinitas formas.

As meias arrastão cabem tanto nos looks mais tradicionais com shorts e saias, quanto nos mais criativos como por baixo de calças de cintura alta com cropped deixando à mostra parte delas.

Hoje, além das pretas, existe no mercado opções de todas as cores, é só ousar, diz Mayara Behlau, professora no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Jornalista, Empreendedora e Autora do Diário da Beleza

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *