Pele

Os benefícios do ácido mandélico para sua pele

Por  | 

Você já conhece ou já usa o ácido mandélico na sua pele?

Pois bem, como se sabe, são várias as substâncias indicadas para tratar o melasma, mas para quem busca por um tratamento seguro e eficaz, o ácido mandélico é a novidade.

Na verdade, os peelings chamados de ‘medicamentosos’ só podem ser aplicados por profissionais, mas existem peelings home care, que são produtos com concentrações baixas.

“Esse alfa-hidroxiácido tem alto peso molecular e é altamente recomendado para peeling feito em casa, justamente pela segurança que proporciona, podendo ser usado até em peles sensíveis, além de ser uma opção para quem não quer um tratamento agressivo”,

explica o consultor e pesquisador em Cosmetologia Lucas Portilho, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma.

Os benefícios do ácido mandélico

A lista é extensa, isso porque ele consegue equilibrar o processo de renovação epitelial, ou seja, com atuação anti-idade, melhorando a questão do fotoenvelhecimento e, também, a hiperpigmentação.

“Mas sua principal ação é despigmentante. O ácido penetra a pele de forma lenta e uniforme, mas é menos propenso a causar irritação e hiperpigmentação pós-inflamatória. Por isso é altamente recomendado como terapia isenta de prescrição para o tratamento de melasma”, afirma o especialista.

O ácido mandélico pode ser usado na concentração de 2,5%, com aplicação no rosto à noite, depois da higienização da pele, tá?

Para que o tratamento tenha sucesso, é necessário o uso de filtro solar. “O fotoprotetor deve ser passado pela manhã e reaplicado sempre que necessário, ou conforme orientação médica”, completa.

Jornalista, Empreendedora e Autora do Diário da Beleza

Escreva seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *